Mapa da Juventude

MAPA DA JUVENTUDE DA CIDADE DE SÃO PAULO

DOSSIÊ SOBRE EXPERIÊNCIA DO CEDEC

 

Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo

Coordenação geral: Aylene Bousquat e Amélia Cohn

Equipe: Eunice Nakamura, Gabriel Coutinho Barbosa, José Ronaldo Trindade (coordenação de campo); Ademir Manerich (informática e geoprocessamento); Paulo Frazão (consultoria do plano amostral); José Guilherme Cantor Magnani (consultoria antropológica); Bruna Mantese de Souza, Caio de Andréa Gomes, Daniela do Amaral Alfonsi, Edison Claudino Bicudo Junior, Karen Chicolet Weingruber, Thiago Carvalho Pelucio Silva (assistentes de pesquisa)

Instituições financiadoras: Secretaria do Governo Municipal da PMSP (Processo 2002.0.256.681-8)

Parceria: Coordenadoria Especial da Juventude da Secretaria do Governo

Período: 12/2002-07/2003

Resumo: A elaboração do primeiro Mapa da Juventude de São Paulo teve como objetivo principal identificar e mapear grupos de jovens paulistanos. Para alcançar este objetivo foi realizado um longo e sinuoso percurso que articulou distintos componentes: o Inquérito Domiciliar, o Survey do Bolsa Trabalho, o Levantamento de Equipamentos e Espaços de Lazer, e principalmente, o Cadastramento dos Grupos. Logo de início, algumas dificuldades conceituais se apresentaram na necessidade de definir o que é ser jovem e qual o significado das noções de lazer e de grupo presentes na pesquisa. Na verdade, estes três conceitos – o de jovem, de grupo e de lazer – transformaram a dúvida inicial numa rica possibilidade de descobertas. À medida que a pesquisa se desenrolava, os primeiros dados passaram a indicar a inexistência de conceitos únicos, revelando seus diferentes significados em função da complexa realidade que se apresentava. Afinal, não se estava diante de uma juventude abstrata, e sim de pouco mais de 2.000.000 de jovens que vivem e constroem seu futuro e suas expectativas na maior cidade brasileira – e, portanto, diante de um espaço segregado, onde habitam milhares de “cidadãos incompletos”, sem acesso ao conjunto de bens e serviços públicos e principalmente ao conjunto da cidade. Como se inserem os jovens dentro dessa realidade? Como criam suas identidades? Como se organizam? Que motivos os levam a se organizar? Que estratégias utilizam? Quais são suas expectativas?

O primeiro desafio na construção do Mapa da Juventude foi garantir uma metodologia que incorporasse a dimensão socioespacial desta complexa realidade, de uma cidade povoada de “cidadãos incompletos”. A superação deste desafio seria um dos requisitos para que o Mapa da Juventude mostrasse a grande maioria dos jovens paulistanos, e não apenas aqueles que circulam nos circuitos conhecidos da cidade, nos circuitos dos incluídos. Esta era uma condição fundamental para se cumprir o segundo objetivo na construção deste Mapa: fornecer subsídios para a elaboração de políticas públicas promotoras da eqüidade. Para responder a esse desafio foram articuladas, fundamentalmente, duas etapas da pesquisa: o Inquérito Domiciliar e o Survey do Bolsa Trabalho.

O Inquérito Domiciliar estruturou-se a partir do desenho e definição das chamadas Zonas Homogêneas, que articulavam as dimensões tanto da construção dos diferentes espaços na cidade de São Paulo quanto da exclusão social. Garantiu-se, assim, a visibilidade de jovens com diferentes inserções sociais.

A realização desse Inquérito acabou sendo uma das etapas mais complexas e ricas na elaboração do Mapa da Juventude. Muito mais do que simplesmente traçar um perfil das atividades de diversão realizadas e/ou desejadas por estes jovens, este inquérito desenhou o perfil – social, econômico e cultural – da juventude paulistana. Ao possibilitar esta caracterização, a experiência de campo revelou como vivem, o que fazem, como se divertem e fundamentalmente, como os jovens se incluem na cidade. Nesse processo, foi se descortinando um sem-número de desigualdades: espaciais, de gênero, de cor. Padrões de exclusão social que deixam sua marca nos perfis de escolaridade, inclusão digital, inserção no mundo do trabalho e no doméstico, no lazer e na diversão; enfim, na vida e na possibilidade de construção do futuro.

O survey do Bolsa Trabalho caminhou na mesma direção, aportando mais informações sobre grupos de jovens das áreas com maior exclusão social da cidade. Para nossa surpresa, muitas das respostas enviadas pelos bolsistas se fizeram acompanhar de cartas. Cartas, depoimentos, em todos os tons; desde aqueles esperançosos, agradecidos, até os amargos, céticos, reivindicativos. Verdadeiras histórias de vida destes jovens. 

Por fim, cabe mencionar a etapa da pesquisa que respondeu mais diretamente ao principal objetivo do Mapa: o cadastramento dos Grupos de Jovens Paulistanos. Para a primeira edição do Mapa da Juventude do Município de São Paulo foram cadastrados 1.609 grupos, que agregam em sua totalidade 303.592 participantes. Dois aspectos foram privilegiados na análise: as práticas de lazer e a participação em grupos, ambos entendidos como estratégias que expressam mais profundamente o significado de ser jovem. Para além do resultado concreto da pesquisa, a experiência de sua realização aponta para a possibilidade de se adequar o ritmo e o tempo da pesquisa às exigências impostas pelo ritmo e pelo tempo das políticas públicas. O cadastramento dos grupos mostrou uma juventude atuante, longe da imagem de juventude “alienada”. Jovens reunidos pelos mais distintos motivos: manifestações artísticas, esportes, religião, política e ação social. Jovens que se reúnem para refletir, criticar, discutir problemas sociais e políticos, atuar junto à comunidade. Ou seja, jovens mudando a cidade.

 

Relatórios de pesquisa

Bousquat, Aylene e Cohn, Amélia (coords.). Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo. São Paulo: Cedec, dez. 2002/jan. 2003, 50 p. (Relatório da primeira etapa) 

________. Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo. São Paulo: Cedec, fev. 2003, 26 p. e Anexos (Relatório da segunda etapa) 

________. Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo. São Paulo: Cedec, mar. 2003, 13 p. e Anexos (Relatório da terceira etapa) 

________. Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo. São Paulo: Cedec, jul. 2003, 41 p. (Relatório da quarta etapa) 

________. Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo. São Paulo: Cedec, jul. 2003, 139 p. e Anexos (Relatório final) 

________. Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo. São Paulo: Cedec, set. 2003, 60p. (Relatório resumido – parte 1) 

 

 

Trabalhos produzidos:

Bousquat, Aylene e Cohn, Amélia (coords. da pesq.) e Youssef, Alexandre e Mohallem, Michael Freitas (coords. do projeto). Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo. São Paulo: Cedec/Coordenadoria Especial da Juventude da PMSP, set. 2003, 57p. (Apostila) 

Bousquat, Aylene e Cohn, Amélia. “A construção do Mapa da Juventude de São Paulo”. Lua Nova, São Paulo: Cedec, n° 60, 2003, pp. 81-96 (ISSN 0102-6445) 

Bousquat, Aylene. “Algumas contribuições do Mapa da Juventude de São Paulo”. In: Martins, Maria Helena Berlinck (coord.). Encontro Estadual de Políticas Públicas de Juventude. São Paulo: Imprensa Oficial, 2004, pp. 35-40 

Cedec. Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo. Instrumentos de Pesquisa. São Paulo, abr. 2003, 28 p. 

Cohn, Amélia. “O modelo de proteção social no Brasil: qual o espaço da juventude?”. In: Novaes, Regina e Vannuchi, Paulo (orgs.). Juventude e sociedade: trabalho, educação, cultura e participação. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004, pp. 160-179 (ISBN 85-7643-006-1) 

Folha de S. Paulo. O mapa da juventude – Todas as caras da metrópole. Revista da Folha, ano 12, n° 584, 24/08/03, pp. 6-34 (Especial) 

Atividades desenvolvidas:

.   “Mapa da Juventude - Perfil e comportamento do jovem de São Paulo”, evento organizado pela Coordenadoria da Juventude da Secretaria de Governo da PMSP para apresentação dos resultados da pesquisa, realizado na Prefeitura do Município de São Paulo; expositoras: Amélia Cohn, Aylene Bousquat e Eunice Nakamura, 04 setembro 2003

.   Semana de Psicologia; conferência sobre o tema “Métodos de Pesquisa na Cidade: O Mapa da Juventude”, promovida pela Universidade São Marcos, São Paulo, José Ronaldo Trindade, 08 setembro 2003

.   Expositora no evento de apresentação do Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo, promovido pela Comissão Extraordinária Permanente da Juventude da Câmara Municipal de São Paulo, Sala Tiradentes, São Paulo, Aylene Bousquat, 11 setembro 2003

.   Apresentação da pesquisa Mapa da Juventude do Município de São Paulo, promovida pela Secretaria Municipal de Educação e Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), realizada na FMU, São Paulo, Eunice Nakamura, 25 setembro 2003

.   Encontro Estadual de Políticas Públicas de Juventude; expositora na mesa “Juventude em números”, promovido pelo Programa Capacitação Solidária e Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer do Governo do Estado de São Paulo, realizado no Memorial da América Latina, São Paulo, Aylene Bousquat, 29-30 setembro 2003

.   Debatedora na Audiência Pública sobre Políticas Públicas de Juventude e expositora do tema “Mapa da Juventude de São Paulo”, promovida pela Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, Aylene Bousquat, 11 dezembro 2003

.   Seminário “Juventude e Políticas Sociais: Experiências e Proposições”; expositora na mesa “Políticas públicas de juventude: universalização ou focalização?”, promovido pelo Instituto Cidadania em parceria com a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, realizado no Palácio das Artes, Belo Horizonte, Amélia Cohn, 12-13 março 2004

.   Seminário “Juventude, participação e políticas públicas”; expositora dos resultados da pesquisa “Mapa da Juventude da Cidade de São Paulo”, promovido pelo Centro Cultural da Juventude da PMSP, São Paulo, Aylene Bousquat, 20 setembro 2006

Presença na mídia:

Bousquat, Aylene. Entrevista para a matéria de capa “Todas as caras da metrópole – O mapa da juventude”, sobre a pesquisa realizada pelo Cedec. Revista da Folha (Folha de S. Paulo), ano 12, n° 584, 24/08/03, pp. 6-34 (Especial)

Bousquat, Aylene. Entrevista para a matéria “São Paulo ganha mapa da juventude”, publicada no site da Agência FAPESP: (Divulgação Científica), 04 maio 2004

Bousquat, Aylene. Entrevista (on line) sobre o Mapa da Juventude do Município de São Paulo, TV Tela, 05 maio 2004

Nakamura, Eunice. Entrevista sobre comportamentos juvenis. Revista Super Interessante, edição 184, janeiro 2003

 

 

 

 

 

@ 2017 Cedec - Centro de Estudos de Cultura Contemporânea. Todos os direitos reservados