Pesquisas

POBREZA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE E DEMOCRACIA

Palavra Chave

Pobreza – Saúde – Meio Ambiente – Democracia – Diferenciais Intra-Urbanos – Exclusão Social – Qualidade de Vida

Equipe

Ana Cristina Chagas dos Anjos, Daniel Bicudo Véras, Marco Akerman, Paulo Eduardo Elias, Simone Rossi Pugin, Virgínia Baglini Chiaravalloti (Amélia Cohn) Denise de Souza Baena Segura, João Carlos Queiroga Barreto, Jutta Gutberlet, Marco Antonio Carvalho Te

Instituições Financiadoras

NOVIB (Convênio BRA-005-94-001)

Período de Vigência

07/1994-12/1996

Resumo

PARTE SOB A RESPONSABILIDADE DO GRUPO DE PESQUISA “CIDADANIA, ESTADO E POLÍTICAS SOCIAIS” (Amélia Cohn) 

A pesquisa analisa os elementos constituintes do processo de concepção, desenvolvimento e difusão dos resultados de 4 projetos desenvolvidos pelo Cedec, em parceria com outros centros de pesquisa: (1) Percepção, Prática e Atitudes dos Moradores de São Paulo Face aos Problemas Ambientais, Cedec/Stockholm Environment Institute; (2) Health and Environment: An Analysis of Intra-urban Differentials Using Existing Data, Cedec/London School of Hygiene and Tropical Medicine/Seade; (3) Mapa da Exclusão Social da Cidade de São Paulo, Cedec/Núcleo de Políticas de Assistência Social-PUC/SP; (4) Índice de Qualidade de Vida da Cidade de Campinas, Cedec/OPAS. Esses 4 projetos identificam diferenciais socioeconômicos entre distritos urbanos de uma mesma cidade, apontam as áreas submetidas a maiores riscos no modo de levar a vida pela população urbana aí residente, e já na sua concepção tinham o propósito de criar possibilidades de influenciar políticas públicas e favorecer a apropriação dos resultados pelos residentes das áreas de risco. Propõe-se agora avaliar em que medida os diferentes procedimentos utilizados no desenvolvimento desses projetos permitiram em maior ou menor grau atingir esses objetivos. Não se pretende com esse estudo obter-se apenas uma descrição pormenorizada dos elementos de desenvolvimento dos 4 projetos, mas antes de tudo, buscar subsídios, nessa descrição, para a constituição de um “esqueleto” básico para futuros projetos de pesquisa que estabeleçam em seu escopo a influência de políticas públicas e a facilitação de apropriação de resultados pelas populações urbanas.

 

PARTE SOB A RESPONSABILIDADE DO GRUPO DE PESQUISA “MEIO AMBIENTE E CIDADANIA” (Pedro Jacobi)

A pesquisa vincula a educação para a cidadania às questões do meio ambiente no Estado de São Paulo e mais especificamente na Região Metropolitana de São Paulo. Justifica-se a seleção dessa esfera de experiência social não só pela relevância do tema, como também pela gritante insuficiência das políticas públicas e pelo desafio de expandir a participação da cidadania.
Relatórios de pesquisa: 

COHN, Amélia; JACOBI, Pedro (coords.). Pobreza, saúde, meio ambiente e democracia. São Paulo: Cedec, ago. 1995 (1° Relatório de andamento) (D)

COHN, Amélia; JACOBI, Pedro (coords.). Pobreza, saúde, meio ambiente e democracia. São Paulo: Cedec, set. 1995 (2° Relatório de andamento) (D)

COHN, Amélia; JACOBI, Pedro (coords.). Pobreza, saúde, meio ambiente e democracia. São Paulo: Cedec, mar. 1996 (3° Relatório de andamento) (D)

COHN, Amélia; JACOBI, Pedro (coords.). Pobreza, saúde, meio ambiente e democracia. São Paulo: Cedec, set. 1996 (4° Relatório de andamento) (D)

COHN, Amélia; JACOBI, Pedro (coords.). Pobreza, saúde, meio ambiente e democracia (Anexos: Relatórios “Poluição do ar em São Paulo e resposta da ação pública” e “O lixo na cidade de São Paulo: Dimensões de um problema não resolvido - atores e ações em confronto”). São Paulo: Cedec, mar. 1997 (Relatório final)(D)

 

Trabalhos Produzidos

AKERMAN, Marco; JACOBI, Pedro. “São Paulo, Brazil - Intra-urban mortality differentials in an industrialized city”. In: Transcripts of Proceding of the Second Annual World Bank Conference on Environment Sustainable Development. Washington: World Bank, 1994, pp. 93-99

AKERMAN, Marco. Intra-urban differentials in São Paulo: creating opportunities for crossing traditional boundaries”. In: ATKINSON, Sarah; SONGSORE, Jacob; WERNA, Edmundo (eds.). Urban health research in developing countries: implications for policy. Wallingford: Cab International, 1996, pp. 175-185 (ISBN 0-85199-135-1) (D) Versão em PDF

AKERMAN, Marco. Observatório de Qualidade de Vida de Campinas. Campinas: Prefeitura Municipal/OPAS, 1996

AKERMAN, Marco. “A concepção de um projeto de observatório de qualidade de vida: relato de uma experiência realizada em Campinas – SP”. Saúde e Sociedade, vol. 6, nº 2, 1997, pp. 83-100 (ISSN 0104-1290)

AKERMAN, Marco. “Diferenciais intra-urbanos em São Paulo: estudo de caso de macrolocalização de problemas como estratégia para influenciar políticas públicas”. In: BARATA, Rita Barradas; BARRETO, Mauricio; ALMEIDA, Naomar de; VERAS, Renato (orgs.). Equidade e saúde: contribuições da epidemiologia. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz/Abrasco, 1997, pp. 177-186

AKERMAN, Marco. “Metodologia de construção de indicadores compostos: um exercício de negociação inter-setorial”. In: BARATA, Rita Barradas (org.). Condições de vida e situação de saúde. Rio de Janeiro: Abrasco, 1997, pp. 95-113 (D)

AKERMAN, Marco. “Urban equity and urban health: using existing data to understand inequalities in health and environment in Accra, Ghana and São Paulo, Brasil”. Environment and Urbanization, vol. 9, nº 1, 1997, pp. 181-202 (D)

AKERMAN, Marco. “A construção de indicadores compostos para projetos de cidades saudáveis: um convite ao pacto transetorial”. In: VILAÇA, Eugênio (org.). A organização da saúde no nível local. São Paulo: Hucitec, 1998, pp. 319-336

AKERMAN, Marco. “Examinando elementos que possam influenciar a formulação de políticas em estudos que utilizam Indicadores compostos: o chão contra o cifrão”. Ciência & Saúde Coletiva, vol. 5, nº 1, 2000, pp. 115-124 (ISSN 1413-8123)

AKERMAN, Marco. “Avaliação em promoção da saúde: foco no ‘município saudável’”. Revista de Saúde Pública, 36(5), 2002, pp. 638-646 (D)

AKERMAN, Marco; BOUSQUAT, Aylene. “Indicadores socioambientais, espaço e promoção da saúde ambiental”. In: MINAYO, Maria Cecília; MIRANDA, Ary Carvalho de (orgs.) Saúde e ambiente sustentável: estreitando nós. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz/Abrasco, 2002, pp. 331-334 Versão em PDF

AKERMAN, Marco. “Intersetorialidade e indicadores compostos”. In: KEINERT, Tânia; KARRUZ, Ana Paula (orgs). Qualidade de vida: observatórios, experiências e metodologias. São Paulo: Annablume/FAPESP, 2002, pp. 193-199 (ISBN 85-7419-283-X) (D)

COHN, Amélia. “Desenvolvimento social e impactos na saúde”. In: BARATA, Rita Barradas (org.). Condições de vida e situação de saúde. Rio de Janeiro: Abrasco, 1997, pp. 77-93 (D)

JACOBI, Pedro. “Acesso à informação e consciência de direitos e deveres”. São Paulo em Perspectiva, vol. 8, nº 4, 1994, pp. 51-56 (D) Versão em PDF

@ 2018 Cedec - Centro de Estudos de Cultura Contemporânea. Todos os direitos reservados