Pesquisas

MAPA DA EXCLUSÃO SOCIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO

Palavra Chave

Exclusão Social – Inclusão Social – Proteção Social – Desenvolvimento Humano – Qualidade de Vida – Eqüidade – Condições de Vida – Indicadores – Município de São Paulo

Equipe

Dirce Koga (PUC-SP); Marco Akerman (Cedec) e Márcia Bernardes Marques (pesquisadores); João Pamplona (FEA/PUC-SP), Josefina Ballannoti e Marcos Drumond (consultores)

Instituições Colaboradoras

Cedec, Comissão Teotônio Vilela de Direitos Humanos (Núcleo de Estudos da Violência da USP), Equipes Arquidiocesana e Diocesana da Campanha da Fraternidade, Ação Brasileira de Empresários pela Cidadania (CIVES), Ordem dos Economistas de São Paulo e Fórum

Período de Vigência

1994-1995

Resumo

Em novembro de 1994, o Fórum da Assistência Social da Cidade de São Paulo, as Equipes Arquidiocesana e Diocesana da Campanha da Fraternidade, a Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida/SP, o Núcleo de Estudos de Seguridade e Assistência Social - PUC/SP, o Cedec e a Comissão Teotônio Vilela de Direitos Humanos deram início ao processo de construção do “Mapa da Exclusão Social da Cidade de São Paulo”. O “Mapa” é uma iniciativa de qualificação e quantificação da apartação social na cidade a partir dos 96 distritos que a formam. Ele busca construir indicadores de discrepância ou da distribuição das diferenças na cidade de São Paulo. Isso significa comparar as mais altas e as mais baixas taxas de desenvolvimento humano, de qualidade de vida, de autonomia e de eqüidade que convivem na cidade, entendendo esses quatro campos como áreas nucleadoras dos processos de exclusão e suas formas de expressão. O “Mapa” foi apresentado à sociedade em Ato Público no dia 7 de dezembro de 1994, sob a forma de um jornal.

A partir desse lançamento público, formaram-se as seguintes frentes de trabalho:


• análise quantitativa da exclusão social pelos 96 distritos da Capital através do uso de dados existentes coletados no último Censo do IBGE e pelas secretarias municipais e outras organizações da cidade, com assessoria técnica de equipe multiprofissional e interinstitucional.

• análise qualitativa da exclusão a partir das 331 paróquias da cidade, agregadas em 96 distritos, realizada por equipes paroquiais treinadas pelas Comissões Arquidiocesana e Diocesana da Campanha da Fraternidade.

• análise da rede de proteção social assistencial, realizada por pesquisadores.

A contribuição do Cedec se deu sobretudo na construção dos modelos quantitativo e qualitativo de análise dos dados sobre exclusão social no município de São Paulo, com vistas à construção do “Mapa”; na execução da análise quantitativa desses dados; e participação na elaboração do Manual “Como a exclusão social aparece nos bairros da cidade”, que serve de base para a coleta de dados qualitativos para o “Mapa”.

Relatórios de pesquisa: 

AKERMAN, Marco et al. Mapa da Exclusão Social da Cidade de São Paulo. São Paulo, nov. 1995 (D)

Trabalhos Produzidos

SPOSATI, Aldaíza; AKERMAN, Marco et alMapa da exclusão/inclusão social da cidade de São Paulo. São Paulo: EDUC, 1996 (D)

@ 2018 Cedec - Centro de Estudos de Cultura Contemporânea. Todos os direitos reservados