Pesquisas

Criação de ambientes institucionalmente favoráveis à captação do capital social: o caso da gestão de resíduos sólidos em Belo Horizonte e sua relação com a Asmare (Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais Reaproveitáveis)

Palavra Chave

Gestão Pública – Cidadania – Gestão de Resíduos Sólidos – Participação Social – Município de Belo Horizonte

Equipe

Marco Antonio Carvalho Teixeira

Instituições Financiadoras

Programa Gestão Pública e Cidadania - FGV/Ford

Período de Vigência

02/1997-05/1997

Resumo

Através da reconstituição da experiência de trabalho dos catadores antes de sua organização na Asmare e de entrevistas com os atores envolvidos (poder público municipal, setor privado, população), objetiva-se diagnosticar se houve algum tipo de ruptura ou descontinuidade em seu trabalho, se o poder público tem mantido uma política de estímulo à continuidade da experiência, e qual é hoje o grau de autonomia da Associação em relação à Prefeitura.

Relatórios de pesquisa: 

JACOBI, Pedro; TEIXEIRA, Marco Antonio Carvalho. Criação de ambientes institucionalmente favoráveis à captação do capital social: o caso da gestão de resíduos sólidos em Belo Horizonte e sua relação com a Asmare (Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais Reaproveitáveis). São Paulo: Cedec, jun. 1997, 50p. (D)

Trabalhos Produzidos

JACOBI, Pedro; TEIXEIRA, Marco Antonio Carvalho. Criação do capital social: o caso da Asmare. São Paulo: FGV-SP/Fundação Ford, jun. 1997, 61 p. (Cadernos Gestão Pública e Cidadania, vol. 2) (D)

JACOBI, Pedro. “Belo Horizonte - ASMARE: o papel das parcerias na geração de renda”. In: Camarotti, Ilka e Spink, Peter (orgs.). Parcerias e pobreza: soluções locais na construção de relações sócio-econômicas. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 2000, pp. 33-60 (D) Versão em PDF

@ 2017 Cedec - Centro de Estudos de Cultura Contemporânea. Todos os direitos reservados